<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d13038237\x26blogName\x3dAb%C3%B3bada+Palatina\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://abobada-palatina.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://abobada-palatina.blogspot.com/\x26vt\x3d-8593313784831305974', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=13038237&amp;blogName=Ab%C3%B3bada+Palatina&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=BLUE&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fabobada-palatina.blogspot.com%2F&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fabobada-palatina.blogspot.com%2Fsearch" height="30px" width="100%" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" id="navbar-iframe" frameborder="0"></iframe> <div id="space-for-ie"></div>

Abóbada Palatina

Um blogue que se escreve com 'gue'. Um humor à altura. || Digam coisas e assim ||

terça-feira, maio 31

Linda Lovelace afinal era um gajo

O The Washington Post confirmou hoje, na edição online, que Mr. Mark Felt, antigo «número dois» do FBI, era o «garganta funda», a fonte anónima do jornal norte-americano no caso Watergate. Aquele que esteve na base da demissão de Richard 'Tricky' Nixon em Agosto de 1974.

Falta de respeitinho

A «Rainha da Etiqueta», como lhe chama o 24 Horas, foi impedida de entrar numa festa temática sado-masoquista na qual se pretendia introduzir com o estatuto de mirone. «Aquilo que me revoltou foi que a porteira até sabia muito bem com quem estava a falar», declarou Paula Bobone depois de ter levado uns encostos de uma senhora corpulenta vestida de cabedal negro. Já não há respeitinho pela Etiqueta. Nem pelas Pós-Graduações em Gestão de Eventos.

Compromisso entre apartes

Jorge Sampaio apelou ao «espírito patriótico» de sindicatos e patrões. É bonito. Até porque alguns devem ter votado nele e só tardiamente se aperceberam do que fizeram. Mas a declaração poderá ser igualmente entendida como um conselho bífido: aos empresários, para reduzirem as importações (de condições salariais do Turquemenistão, digamos); aos trabalhadores, para não esquecerem as excelentes ofertas do turismo nacional para uma escapadinha de três dias na próxima greve que exercerem a uma sexta-feira.

Este blogue hoje não acordou


O ano 2016 apud Doutor Medina Carreira

Carmen
Ai, ai, ai, ai / É o canto do prigoneiro / Que com sua harmonia / Traz alegria / In South American Way
Ai, ai, ai, ai / E o que faz em seu tabuleiro / Vende pra ioiô
E vende pra iaiá / In South American Way / E vende vatapá / E vende caruru / E vende mungunzá / Vende umbu
No tabuleiro tem / Oi tem de tudo tem / E só não tem meu bem / Berenguendem / Ai, ai, ai, ai / Have you ever danced / in the tropics? / With that hazy lazy / Like, kind of crazy / Like South American Way
Ai, ai, ai, ai / Have you ever kissed / in the moon light / In the grand and Glorious / Gay Notorious / South American Way

segunda-feira, maio 30

Aos escaparates!

Cipriano
Enquanto não sai o Pequeno Livro Verde do Presidente Dias da Cunha, foi encontrada a solução para substituir os escritos de José Gil e de Margarida Rebelo Pinto na lista das edições mais vendidas em Portugal.

Portugal entre o conflito social e o bom senso do Macaco Adriano

Adriano contesta aumento do IVADepois do governo ter anunciado «o fim dos privilégios na função pública», os sindicatos alertam para a inevitabilidade de conflito social no país e para a catástrofe que será a presença do Benfica na próxima temporada da Liga dos Campeões. Entre os privilégios agora abolidos, recorde-se, encontrava-se a pré-reforma três dias antes do trabalhador morrer (para ir adiantando os aperitivos servidos no velório) e a justificação de ausência no dia do próprio funeral. «Agora tudo isso acabou, são gerações de direitos adquiridos!», indigna-se Bettencourt Picanço, presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, para quem o mais inadmissível é mesmo «nem sequer terem mantido o chocolatinho amargo que vinha com o café depois do almoço». Picanço afirma que os funcionários públicos estão disponíveis para todas as lutas e que poderão fazer greve ao seu actual horário, que «como toda a gente sabe se compõe de três extenuantes horas diárias». O PCP apoia esta «justa causa e qualquer outra, desde que permita encher os muppis com as papeladas da arrecadação e o Jerónimo de Sousa, passe o pleonasmo». Isso mesmo foi confirmado nestes termos à Abóbada através de um telefonema para a sede do partido, atendido por uma gravação de Álvaro Cunhal de 1948.

Um representante da CIP, por seu turno, diz que os trabalhadores estão a exagerar nas críticas e que os patrões querem apenas investir na qualificação dos recursos humanos através de um programa de história viva: «temos um protocolo com o Ministério da Cultura para reproduzir as condições laborais do século XIX. Haverá um contramestre para chicotear os trabalhadores e vamos reintroduzir o direito de pernada. Para existir uma apropriação de conteúdos verdadeiramente irreprensível, iremos inclusive lançar algumas estirpes de cólera e tuberculose nos bairros operários».

O Macaco Adriano, célebre por ter conferido alguma dignidade ao programa Big Show Sic, actual motorista no comboio do zoo de Lisboa, coleccionador de Micromachines e conselheiro de Nuno Rogeiro em part-time, até compreende as medidas do governo: «Relembro que Arthur Okun já problematizou esta questão em 1975 e concluiu que 'não é possível termos o bolo da eficiência do mercado e depois reparti-lo equitativamente'. Também existe um provérbio chinês onde se diz que 'uma imagem vale mais do que mil palavras', embora isso seja completamente irrelevante para este caso». O Macaco Adriano, todavia, salienta a sua discordância relativamente ao aumento da taxa do IVA, porque isso «vai encarecer as importações de banana da Colômbia» e reduzir as suas remessas de euros para o Parque Natural do Serengeti, no Norte da Tanzânia, onde vive o resto da sua família (e três chimpanzés a expensas do Estado). «Se isto se agravar consideravelmente», lamenta-se o Macaco Adriano, «serei mesmo obrigado a mudá-los para a Serra de São Mamede; ou, em alternativa, para o quintal do Bettencourt Picanço».

Psssst psssst! Não não!

Muito comentadores, que se dizem «europeístas» desde o primeiro dente, procuram desqualificar a vitória esmagadora do não francês ao actual tratado constitucional europeu. Ficaram um tanto esparvoados, como que não acreditando no que aconteceu - ou pode acontecer - e deitando as culpas para cima dos extremistas (de direita e de esquerda), ou de uns quantos votantes «ingénuos» da área do socialismo democrático. Não lhes ocorre que é a coisa em si, a forma como foi desenhada e combinada, que enojou muitos dos partidários do não e os levou a votar desta forma. Vital Moreira anuncia, peremptório comme toujours, que o resultado «desacredita as instituições europeias», pondo monhés, chinocas, vladimires e bifes a esfregar as mãos de contentes. Ora aí está uma fonte alternativa de energia.

Ó tempo, volta pra trás, pá! _ take 2

A americana

domingo, maio 29

A propósito de forçar (assim em geral)

Durão Barroso sobre o não francês: «temos de encontrar outras maneiras de forçar consensos na Europa». A vaselina, caro José Manuel, sempre foi eficaz nas mais bisonhas.

RE: Geometrias

Claro que sim, AB. Por isso é que as reticências podem ser substituídas por renitências (e tudo). Não que o vá fazer, mas achei pertinente referi-lo. Até porque tenho de dar alguma utilidade à página do dicionário em que me fixei.

Contorcionismo

Houdini
Afirma a Natureza que na passada quinta-feira, em particular momento, passo a citar, «de bom senso e responsabilidade», Eduardo Prado Coelho concretizou «um fellatio a Sócrates». Em sentido político e poético, naturalmente. Nada de especial: o prestimoso professor e estimulante cronista faz, qual Ehrich 'Harry' Houdini, autofellatio público cinco vezes por semana. O que, bem vistas as coisas, é muito mais difícil.

sábado, maio 28

Os gajos trocaram as análises com Custóias

A notícia saiu a semana passada no Comércio do Porto:

«11 por cento dos alunos universitários do Porto fuma charros todos os dias, revela estudo de finalistas do curso de Medicina de Ciências Biomédicas de Abel Salazar, 52,3 por cento 'esporadicamente', 20 por cento 'todas as semanas' e 14,6 por cento 'todos os meses'.»

Escusado será relembrar, numa informação útil à hipotética compreensão destes números, que os estudantes de Biomédicas também são alunos universitários do Porto.


Qualquer altura é boa para aportuguesar

Com a confirmação do non francês no referendo de amanhã, por certo existirá alhures uma concentração de portugueses e pastéis de nata segurando celuloses onde estará escrito: «... ou la Vaine Gloire de Commander». Com reticências e tudo.

Ó tempo, volta pra trás, pá!

Gli Italiani

Zé Coragem

Perfizeram-se ontem três décadas sobre a aprovação da lei do divórcio em Portugal. Sob a palavra de ordem «Pão para o povo! Divórcio para todos!» decorrera dias antes, no Pavilhão dos Desportos de Lisboa, um comício no qual um português baixinho e de bigodinho empunhara, com um ar muito sério, um cartaz que no qual se podia ler «Injustamente Preso á 28 anos! Quero o divórcio!» («á» mesmo, sem h). Consta que jamais voltou a ser visto.

sexta-feira, maio 27

Teoria da (des)compensação

Os impostos sobre o tabaco vão financiar as despesas com a saúde. Os impostos sobre os combustíveis vão cobrir os gastos com as SCUT. Prosseguindo esta aritmética, aguarda-se com expectativa que as casas de alterne comecem a amenizar o custo dos preservativos.

Porque a pós-modernidade também é feita disto

Em tempos conturbados, a opção mais miserável de um homem é a não opção. Assim o disse um certo filósofo, o Luís Delgado e o Feiticeiro de Oz (com sinais de fumo e chocalho de alumínios), embora nenhum deles tenha escrito sobre a aplicabilidade desta tese a uma mulher. Seja como for, não deixaremos de responder pelo prepúcio das nossas escolhas. Depois do Sítio do Não e do Sítio do Sim, do Sítio da Puta Que os Pariu e do Sítio do Foda-se!, a Abóbada mantém-se fiel às narrativas de uma civilização e apela ao voto no Sítio do Pica-Pau Amarelo. Habermas compreenderia. O que, obviamente, já não é tão certo para os leitores deste post.

Somos muitos

Ainda a bola (só, só, só mais uma!). Glorioso, Briosa, Gatuno, Óbesaite. Palavras que agora só se ouvem mesmo ao redor do rectângulo arrelvado ou em conversa do pessoal lá da empresa, em fim de tarde, enfrentando com denodo e pundonor, bátegas de suor escorrendo pelas frontes, umas bejecas atremoçadas. Como ficaria mais pobre a língua portuguesa sem o bendito futebol!!!

quinta-feira, maio 26

O missionário do bigode

De acordo com o prestigiado matutino A Bola, o sucesso do novo cartão de sócio do glorioso, a ser lançado oficialmente na próxima semana, «poderá ditar o futuro de Luís Filipe Vieira à frente do Benfica». Segundo o próprio revelou esta quinta-feira, caso os adeptos não adiram em massa ao novo desafio, «a sua missão no clube terminará». Consta mesmo, junto de alguns sectores mais pessimistas, que em tal caso LFV poderia partir para el Rio de la Plata, onde já em tempos pensou inaugurar uma escola de tango. Mas queremos acreditar que os adeptos da águia não se furtarão ao repto e que A Missão prosseguirá. Adelante, compañeros!

Bobby e Tareco na Galp

Fernando Gomes, conhecido sobretudo por ter dado uma entrevista em frente a uma discoteca de Funaná e Kizomba, foi ontem nomeado administrador da Galp. Um assessor de José Sócrates justificou a escolha aos jornalistas: «O homem esteve 10 anos à frente da Câmara Municipal do Porto. Reúne por isso três condições fundamentais para exercer o cargo: 1) não está habituado a trabalhar, 2) o Futebol Clube do Porto deu-lhe experiência com hidrocarbonetos nocivos e 3) não é de negligenciar o facto de ter assistido a um jogo em 1988 ao lado de Reinaldo Teles, o que lhe conferiu óptimas competências para lidar com substâncias gordurosas». Ao que a Abóbada conseguiu apurar, Bobby e Tareco podem ser os próximos administradores da empresa pelos mesmos motivos. À saída de um teste psicotécnico no Largo do Rato e antes de urinar para um poste, Bobby afirmou-se mesmo disposto a abdicar do «cartão de crédito, de ajudas de custo e de uma nova coleira anti-pulgas» por compreender a frágil condição das finanças públicas. Mas Tareco parece melhor colocado para aceder ao lugar, já que pretende receber apenas «2 ou 3 meses» de vencimento: «depois reformo-me, como o Mira Amaral».

Treinos domésticos

O relatório da Amnistia Internacional de 2005 sobre Portugal afirma que há maus tratos policiais em Portugal. Tudo culpa da recessão: «Queriam que treinássemos os cães com ossos de borracha?», estranharam os polícias.

Da série marketing da Abóbada # 3

Este blogue não paga

quarta-feira, maio 25

Economia política

A questão do deficit advém, claramente, da falta de coragem política para implementar medidas impopulares. Um imposto directo sobre Organismos Geneticamente Modificados, por exemplo. Facturava-se logo com os deputados do PEV.

Determinismo social

Homem enterrado vivo sobreviveu a outro enterro. Ou a triste realidade de um homem que se chama Salomão Matavele.

Novos candidatos ao rendimento mínimo

No próximo ano, o governo não vai actualizar os salários dos administradores de empresas públicas. Não se faz, pá. Como é que se vive com 30.000 euros por mês?

Da série marketing da Abóbada # 2

Este blogue é feminista

Think that's not correct

O dr. rotwang decidiu a fazer o famoso politest. Deu agnóstico.

Da série marketing da Abóbada # 1

Este blogue é machista

Tomaram a Bastilha para isto

A França vê o Google como uma ameaça cultural. Já Tony Carreira no Olympia é pacífico.

terça-feira, maio 24

O menino tem gonorreia?

Novas regras para revalidar carta de condução: maior controlo à saúde dos condutores.

E a onda vermelha constitui uma externalidade positiva para a economia portuguesa?

Não, certamente que não. Mas vejamos porquê. Sem preconceitos. Antes de mais, se há coisa que importa reter da obra de Milton Friedman é que nenhuma onda vermelha é boa para a economia. Seja qual for a sua cor. Depois, um adepto benfiquista que ainda seja suficientemente lúcido para narrar as propriedades históricas do «glorioso SLB» já não consegue sequer urinar sozinho, quanto mais trabalhar. Os funcionários públicos, por seu turno, embora sejam uma considerável massa de benfiquistas da Área Metropolitana de Lisboa, também não podem ser integrados nesta contabilidade. Em nenhuma contabilidade, diga-se. Mas, ao que tudo indica, não têm problemas em eliminar os níveis de ureia. Sobram os benfiquistas do 6 de Maio, do Estrela de África e da Cova da Moura. O problema é que as actividades económicas aí desenvolvidas não são tangíveis pelos indicadores do Eurostat. Enfim, com ou sem estímulo no PIB, importa relembrar as sábias palavras de Álvaro Magalhães no final do jogo do Bessa: «Já 'tá, caralho!». Daqui a uma década há mais.

Post de escuta

Scarlett Johansson * Anna Kournikova * Sophie Marceau * Keira Knightley * Isabel Figueira * Liliana Queiroz * Kylie Minogue * Monica Bellucci * Gisele Bündchen * Maria Sharapova * Luiza Tomé * Charlize Theron * Angelina Jolie * Laura Elena Harring * Margarida Marinho * Keira Knightley * Carla Bruni * Emmanuelle Béart * Алексея Смертина * Luana Piovani * Laetitia Casta.

[Pausa para publicidade gratuita no
Google. E em jeito de memo para o Pedro Mexia]

A «sã celebração» [sic] dos Super Dragões além-fronteiras *

Festividades
* Qualquer coisa a sul do Douro.

segunda-feira, maio 23

Introdução técnica à blogoesfera

Quando Freud escreveu em 1901 sobre as anomalias da vida quotidiana, estava na realidade a desenvolver as primeiras teorias sobre a blogoesfera. E logo a portuguesa.

domingo, maio 22

Não era preciso tanto

O escritor Javier Marias esteve em Portugal. E deu por aí entrevistas onde explicou que decidiu ser escritor «para não ter um patrão» e «para não ter de [se] levantar cedo». Não está mal visto. Mas proxeneta também dava. Ou beneficiário da segurança social.

sábado, maio 21

Ialá lá

«A beleza de uma mulher elegante é a atrapalhação do cabrão do macaco da Indochina!». A frase não é da Abóbada, que o talento da casa não dá para tanto. É de Kumba Ialá. Incompreensível como alguém escreve coisas destas e ainda perde o seu tempo a tentar ser presidente de um país (ler em voz alta com aspas gestuais) como a Guiné-Bissau, ao invés de se dedicar a algo verdadeiramente útil. Como postar num blogue.

Létre

Mário Soares escreve no Nouvel Observateur uma «Lettre à mes amis français». Ainda bem que o jornal não tem versão áudio.

Inteligência mórbida

Os estudos são muito importantes. Com eles sabemos coisas. Há uns anos fizeram-se uns estudos que conseguiram comprovar que o tabaco pode matar. No ano passado, uma faculdade do Porto estudou muito e percebeu que os cigarros têm uma substância impronunciável que os fumadores desconhecem. E que pode matar. Entretanto, há umas semanas, fez-se um outro estudo e concluiu-se que a esperança média de vida pode diminuir devido à obesidade. Em contrapartida, claro, pode sempre aumentar a largura.

sexta-feira, maio 20

Começam os excessos

«Benfica funde BE na SAD».

Kamasutra para principantes

Com a exemplar excepção das festas da Universidade Católica e de alguns grupos de escuteiros, é sabido que a direita pratica mau sexo. O que é directamente proporcional às suas famílias numerosas. E apenas isso explica a falta de imaginação sobre a afirmação do Pedro Sales relativamente à Joana Amaral Dias:
«uma das melhores colunas semanais dos jornais portugueses»

Uma dica, rapaziada, que só pode iludir os mais incautos.

Multiculturalismo alter

Agora que Ivo Ferreira foi preso por fumar um charro no Dubai, abre-se um inesgotável campo de possibilidades para turistas ocidentais. E ser-se puta nos Emirados Árabes Unidos é tão somente um exemplo feliz.

Abóbada Palatina

O título possível. Um blogue tão cretino como qualquer outro. Um humor à altura.



Didascálias [et al]

Um blogue tão cretino como qualquer outro. Um humor à altura. A blogar desde 20.Mai.05.


Santos da casa não fazem milagres

Esquerda, direita e pontos cardeais em geral
Da série marketing da Abóbada #1 #2 #3


Arquivos

Maio 2005  Junho 2005  Julho 2005  Agosto 2005  Setembro 2005  Outubro 2005  Novembro 2005  Dezembro 2005  Janeiro 2006  


At the bottom

Blogue Feed This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Quem linka

[versão extensiva]